Presente da Aly

Presente da Aly
Lindo! Lindo.

DICAS

Caro leitor ao visitar o blog, seja mais curioso, visite-o com mais curiosidade, nunca leia apenas o texto que encontrar primeiro, muitas vezes logo abaixo você encontrará textos mais interessantes, além disto existem informações sobre o (a) escritor(a) que lhe poderão serem informações valiosas.
Obrigada pela visita e deixe seu comentário.
Volte sempre.
Íris Pereira

Se eu fosse um pássaro e não um arcoíris

              hoje acordei com muita vontade de estar em uma serra, longe da bagunça, dos sons irritantes das buzinas, do bater das bola nas grades de casa, na gritaria das crianças correndo atrás das pipas, carros de som fazendo propagandas, cachorros latindo com os entregadores de jornais, vizinhos com seus rádios ligados em alto som, enfim eu queria mesmo era nunca ter saido da serra, mas como saí e agora estou nesta bagunça sem tamanho, minha vontade é voar, voar realmente, chegar lá naquele horizonte que que divide o nordeste do sudeste e de lá voar mais ainda e chegar no meu recanto predileto que é a pedra dos dedos de Deus, lá eu sempre me encontrei com minha parte mais sensível, mais humana, mais sentimental, lá meus pensamentos se isolavam do mundo real, mau, complexo e me entregava a minha fé interior e tinha a certeza que estando lá Deus me ouvia e ao sair de lá saia outra Maria, deixava lá minhas mágoas, meus desencantos para algum anjo , quem sabe tomar conta e resolvê-los. Desta vez eu voarei pra lá não para contar meus desgostos nem minhas mágoas, mas para conversar com Ele sobre esse desequilíbrio que está ocorrendo na terra, pelos irmãos tão diferentes um dos outros, pelas pessoas e a correria em busca de algo...Perguntaria-Lhe o porque de tudo isto e se vai ter um tempo para amenizar toda essa correria e todos esses desastres com nossa terra, afinal Ele a nos entregou perfeita era só trabalhar, viver, cuidar reparar os que não estavam entendendo o seu propósito e cuidar para nada fosse destruído como cuidamos de nossas casas. A Terra é a nossa grande casa e administração deve ser igual, com cuidados e carinhos, atenção e bem estar.
Mas uma vez estando lá a paz era tão grande que eu poderia não querer mais voltar, então pensei: Que egoísmo! E minha casa? E os meus a quem tenho obrigações? quem gritaria com os cachorros para pararem de latir? Quem pediria aos meninos para jogarem bola sem bater no meu portão? quem ouviria o som do carro da propaganda? quem cuidaria do equilíbrio de minha casa? Então deixei o sonho de lado e fui ligar o pc rever as fotos que com tanto carinho o Antonio fotografou e enviou pra mim, aí compreendi que lembranças alimentam sim e acalmam um coração em tempo de explodir de saudades. E entendi mais que sonhar eu posso continuar sonhando, não posso é querer realizar este sonho.
Dentro da minha realidade, mando para todos da PS um grande abraço e prometo que um dia sem voar nos pensamentos irei pessoalmente dar-lhes este abraço.

    Íris Pereira

5 comentários:

Iris Pereira disse...

eu sou exatamente assim, inesperada, imprevisível, mas muito fiel e é esta fidelidade que me faz amar até hoje com o mesmo amor de criança a minha bela e inesquecível Ponta da Serra.
Tenho certeza que ao morrer o primeiro lugar a visitar se permitido for , será minha doce PS.
Escrevi agora este texto e espero que por ter meus sentimentos mais profundos e verdadeiros, entendam quem é esta Íris que lhes escreve neste momento.
Íris Pereira

Luiz Lisboa disse...

Iris , que lindo texto este, me fez lembrar que apanhei pela primeira vez querendo ir com meu pai para a ponta da serra,queria ver tantas casas juntas.Entrei foi no chicote,eu tinha 4 anos,em Agosto vou lá e verei o nosso amigo Antônio.

Arcoiris No Horizonte disse...

Pois em agosto ainda estarei por lá, pois irei em julho. Eita farra que viremos fazer, apesar que o Antonio não é chegado a farra, HO! Homem sério,vixe.
Mas é engraçado como nós apanhávamos por qualquer coisa, né?, o xicote corria solto, e hoje não temos menor rancor por isto, nossos pais gostavam de bater, caramba!!!!
Um beijo meu querido.
Íris pPereira

Antonio Correia Lima disse...

Olá Irismar, estou copiando, agora,essa matéria para o nosso blog.
Vi agora a foto do Luiz Lisboa, e agradeço sua referência a minha pessoa.
Um forte abraço

Antonio Correia Lima disse...

Olá Irismar, por gentileza enviar o texto por e-mail, pois, copiando da sua página não está dando certo na janela de postagem do nosso Blog

Sobre a Autora

Minha foto
Ribeirão Preto, SP, Brazil
3 partes de uma mulher: Maria da qual escrevo seu passado, seus sentimentos e suas verdades. Irismar já sem a Maria, companheira, amante, irmã, mãe, avó, sogra e amiga. Finalmente Iris a parte que reflete sobre as duas e tenta escrever o que descobre entender destas duas mulheres que são tão diferentes.

Seguidores