Presente da Aly

Presente da Aly
Lindo! Lindo.

DICAS

Caro leitor ao visitar o blog, seja mais curioso, visite-o com mais curiosidade, nunca leia apenas o texto que encontrar primeiro, muitas vezes logo abaixo você encontrará textos mais interessantes, além disto existem informações sobre o (a) escritor(a) que lhe poderão serem informações valiosas.
Obrigada pela visita e deixe seu comentário.
Volte sempre.
Íris Pereira

Um gato sem bota mas de chapeu

Era uma vez uma cadela sem atenção

Digamos assim: Era uma vez uma cadela que vivia rodeada por muitos animais, ela parecia contente com aquela vida, era sorridente, comunicativa e tinha um sonho: De ser realmente amiga de todos aqueles animais de várias espécie, porém, ela notava que quando estavam juntos era uma coisa, mas ao sair sentia-se só pois só na presença física é que eles eram seus amigos, depois esqueciam completamente de enviar-lhe qualquer tipo de comunicação nem um au, au, nem um miau, nem um pio...mesmo que ela insistisse em mandar muitos au, aus, eles não respondiam. Certo dia teve uma grande reunião de todos os animais, ela fora convidada, ficou toda contente, afinal lembraram dela, au,auuuuuuuuuu! Ia ser muito legal. Chegou o grande dia, ela foi, conferiu, conheceu alguns, um único animal ela já conhecia, uma girafa linda e elegante e ela apresentou-lhe um gato de chapéu...Ela passou então a ter todos os mimos e atenção que desejava...
Obrigada meu gato de chapéu, você é muito especial.
Au, auuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu.
Íris Pereira

3 comentários:

Valdir Nazareth disse...

Essa cadela é muito mimada mesmo, quer muita atenção, e paparicos, mas feliz de quem conquista sua amizade, pois ela tem realmente muito em comum com os cães: A fidelidade,a alegria e a sinceridade.
Parabéns pelo texto está uma linda história.
Mirandinha Nazareth

Luiz Lisboa disse...

Mirandinha vc está correto,um belo texto.
parabéns.

Magnólia Fiúza Menezes disse...

Este gato sem bota e de chapéu, é especial.
beijos para você Lisboa.

Sobre a Autora

Minha foto
Ribeirão Preto, SP, Brazil
3 partes de uma mulher: Maria da qual escrevo seu passado, seus sentimentos e suas verdades. Irismar já sem a Maria, companheira, amante, irmã, mãe, avó, sogra e amiga. Finalmente Iris a parte que reflete sobre as duas e tenta escrever o que descobre entender destas duas mulheres que são tão diferentes.

Seguidores