Presente da Aly

Presente da Aly
Lindo! Lindo.

DICAS

Caro leitor ao visitar o blog, seja mais curioso, visite-o com mais curiosidade, nunca leia apenas o texto que encontrar primeiro, muitas vezes logo abaixo você encontrará textos mais interessantes, além disto existem informações sobre o (a) escritor(a) que lhe poderão serem informações valiosas.
Obrigada pela visita e deixe seu comentário.
Volte sempre.
Íris Pereira

NO MEU TEMPO ERA ASSIM...

Ai! AI! São "ais" de dores e "ais" de saudades, de dores porque o corpo já reclama a falta de habilidade e substancias naturais que perdemos ao longo dos anos, são ais de saudades do tempo que com liberdade vivíamos uma infância cheia de aventuras, numa descoberta do desconhecido sem respostas exatas que os adultos nos deixavam sempre a fantasiarmos com nossas riquezas de pensamentos. Saudades de um tempo onde corríamos pelas ruas sem medo de sermos pegos pelo tal seqüestrador ou de sermos violentados pelo tal pedófilo, do brincar de pique esconde, caverna, queimada, descer num carro de rodinhas ate esbarrarmos num obstáculo, correr debaixo da chuva e escorregar na enxurrada ,subir na mangueira e chupar suas doces mangas e depois sair correndo pra juntarmos a turma de meninas e meninos onde juntaríamos o que cada um trazia de casa para fazermos um guisado. Brincávamos assim até a hora de tomarmos o banho da tarde antes dos pais chegarem do trabalho pois éramos livres até a hora do jantar, depois disto poderíamos novamente brincarmos na rua até as vinte horas e novamente reuníamos a turma e aproveitávamos de toda liberdade que tínhamos direito. Sinto pena das crianças destes novos tempos, é verdade que eles tem toda vantagem da informática e da eletrônica porém, não tem a liberdade que tivemos e vivem cedo demais responsabilidades que o modernismo impõem, hoje crianças vão pra escola ainda bebes. No meu tempo, íamos pra escola com sete anos e podíamos curtir, muito mais, os quintais e calçadas de nossas casas por que no meu tempo era assim.
Íris Reflete

Um comentário:

Iris Pereira disse...

Dedico este texto à minha neta que felismente por ser criado por mim até o ano passado, teve chance e oportunidade de ter uma vó brincalhona e participativa,fomos crianças juntas em diversas ocasiões.
Ela aproveitou bem sua infância...
Íris Reflete

Sobre a Autora

Minha foto
Ribeirão Preto, SP, Brazil
3 partes de uma mulher: Maria da qual escrevo seu passado, seus sentimentos e suas verdades. Irismar já sem a Maria, companheira, amante, irmã, mãe, avó, sogra e amiga. Finalmente Iris a parte que reflete sobre as duas e tenta escrever o que descobre entender destas duas mulheres que são tão diferentes.

Seguidores